Glifosato Alta 480 SL.
Glifosato Alta 480 SL.

Herbicidas

GLIFOSATO ALTA 480 SL

Número do Registro: 0318
Composição: Glifosato
Concentração: 480 g/L (equivalente ácido 360 g/L)
Formulação: SL – Concentrado Solúvel
Classe Toxicológica: III
Embalagem: Balde 20 L

GLIFOSATO ALTA 480 SL é um herbicida sistêmico e não seletivo recomendado para o controle de plantas daninhas infestantes nas culturas de soja, milho, cana-de-açúcar, café, citros, arroz, trigo, pastagem, ameixa, banana, cacau, maçã, nectarina, pêra, pêssego, uva, eucalipto e pinus. Também é recomendado para a eliminação de soqueira de cana-de-açúcar e como maturador da cana-de-açúcar.

INSTRUÇÕES DE USO

(Para mais instruções e informações acessar a bula disponível para download logo abaixo da tabela).

Plantas infestantes anuais controladas:

Folha Estreita Dose Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)
Nome comum Nome científico L/ha % ou L/ 100 L d’água**
Capim-marmelada Brachiaria plantaginea 0,5-1,0* 0,5 01 (uma) aplicação em jato dirigido em pós-emergência das culturas e plantas infestantes. 01 (uma) aplicação no plantio direto e na eliminação do arroz vermelho. Aplicação terrestre: 80-400 Aplicação aérea: 40-50
Aveia Avena sativa 1,0 0,5
Cevadilha Bromus catharticus 1,0 0,5
Capim-rabo-de-raposa Setaria geniculata 1,0-2,0* 1,0
Capim-carrapicho Cenchrus echinatus 1,5 0,5
Capim-colchão Digitaria horizontalis 1,5-2,0* 1,0
Capim-favorito Rhynchelitrum repens 1,5-2,0* 1,0
Capim-pé-de-galinha Eleusine indica 2,0 1,0
Azevém Lolium multiflorum 2,0-3,0* 1,0
Capim-Arroz Echinochloa crusgalli 4,0 1,5
Arroz Oryza sativa 3,0-5,0 1,0
Cominho ou falso cominho Fimbristylis miliacea 5,0 2,0
Folha Larga Dose Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)
Nome comum Nome científico L/ha % ou L/ 100 L d’água**
Picão-preto Bidens pilosa 1,0-1,5* 0,5 01 (uma) aplicação em jato dirigido em pós-emergência das culturas e plantas infestantes. 01 (uma) aplicação no plantio direto e na eliminação do arroz vermelho. Aplicação terrestre: 80-400 Aplicação aérea: 40-50
Picão-branco ou Fazendeiro Galinsoga parviflora 1,0 0,5
Guanxuma Malvastrum coromandelianum 1,0-2,0* 1,0
Carrapicho-rasteiro Acanthospermum australe 1,5 0,5
Carrapicho-de-carneiro Acanthospermum hispidum 1,5 0,5
Angiquinho Aeschynomene rudis 2,0 1,0
Mentrasto  Ageratum conyzoides 2,0 1,0
Caruru-roxo Amaranthus hybridus 2,0 1,0
Caruru Amaranthus viridis 2,0 1,0
Boca-de-leão-selvagem Antirrhinum orontium 2,0 1,0
Falsa-serralha Emilia sonchifolia 2,0 1,0
Buva Conyza bonariensis 2,0 1,0
Cordão-de-frade Leonotis nepetifolia 2,0 1,0
Quebra-pedra Phyllantus tenellus 2,0 1,0
Beldroega Portulaca oleracea 2,0 1,0
Nabiça Raphanus raphanistrum 2,0 1,0
Maria-pretinha Solanum americanum 2,0 1,0
Serralha Sonchus oleraceus 2,0 1,0
Maria-gorda Talinum paniculatum 2,0-3,0* 1,0
Amendoim-bravo Euphorbia heterophylla 3,0-4,0* 1,5
Corda-de-viola Ipomoea aristolochiaefolia 3,0-4,0* 1,0
Alfafa Medicago sativa 3,5 1,0
Anileira Indigofera hirsuta 4,0 1,5
Corda-de-viola Ipomoea quamoclit 4,0 1,5
Poaia-branca Richardia brasiliensis 4,0 1,5
Espérgula Spergula arvensis 4,0 1,5
Trevo Trifolium repens 4,0 1,5
Barbasco Pterocaulon virgatum 4,5-5,0* 2,0
Erva-quente Spermacoce alata 5,0-6,0* 2,0
Ervilhaca Vicia sativa 5,0 2,0

 Plantas Infestantes Perenes Controladas

Folha Estreita Dose Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)
Nome comum Nome científico L/ha % ou L/ 100 L d’água**
Capim-azedo Paspalum conjugatum 1,0 0,5 01 (uma) aplicação em jato dirigido em pós-emergência das culturas e plantas infestantes. 01 (uma) aplicação no plantio direto. Aplicação terrestre: 80-400 Aplicação aérea: 40-50 
Junquinho Cyperus ferax 1,5-3,0* 1,0
Capim-amargoso Digitaria insularis 1,5-4,0* 1,5
Capim-colonião Panicum maximum 1,5-5,0* 2,0
Grama-comprida Paspalum dilatatum 2,0 1,0
Capim-braquiária Brachiaria decumbens 2,5-4,0* 1,5
Tiririca Cyperus flavus 3,0 1,0
Capim-gordura Melinis minutiflora

3,0-4,0*

1,5
Capim-gengibre  Paspalum maritimum 3,0-4,0* 1,5
Capim-canoão Setaria poiretiana 3,5 1,0
Capim-rabo-de-burro Andropogon bicornis 4,0 1,5
Capim-membeca Andropogon leucostachyus 4,0 1,5
Grama-seda Cynodon dactylon 4,0-5,0* 2,0
Tiririca Cyperus rotundus 4,0-5,0* 2,0
Capim-jaraguá Hyparrhenia rufa 4,0 1,5
Capim-caiana Panicum cayennense 4,0 1,5
Grama-batatais Paspalum notatum 4,0-5,0* 2,0
Grama-touceira Paspalum paniculatum 4,0-5,0* 2,0
Capim-da-roça Paspalum urvillei 4,0 1,5
Capim-kikuio Pennisetum clandestinum 4,0-5,0* 2,0
Capim-massambará Sorghum halepense 4,0 1,5
Grama-missioneira ou capitinga Axonopus compressus 5,0 2,0
Tiririca Cyperus difformis 5,0 2,0
Cana-de-açúcar (roughing) Saccharum officinarum 6,0 2,0
Taboca Guadua angustifolia 12,0 4,0
Folha Larga Dose Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)
Nome comum Nome científico L/ha % ou L/ 100 L d’água**
Apaga-fogo Alternanthera tenella 1,0 0,5 01 (uma) aplicação em jato dirigido em pós-emergência das culturas e plantas infestantes. 01 (uma) aplicação no plantio direto. Aplicação terrestre: 80-400 Aplicação aérea: 40-50 
Mata-pasto Eupatorium maximilianii 1,5 0,5
Maria-mole Senecio brasiliensis 2,0-3,0* 1,0
Erva-lanceta Solidago chilensis 2,0 1,0
Língua-de-vaca Rumex crispus 3,0 1,0
Guanxuma Sida cordifolia 3,0 1,0
Guanxuma-branca Sida glaziovii 3,0 1,0
Guanxuma Sida rhombifolia 3,0 1,0
Grandiúva Trema micrantha 4,0 1,5
Fedegoso-branco Sena obtusifolia 5,0 2,0
Tanchagem Plantago major 5,0 2,0
Agriãozinho Synedrellopsis grisebachii 5,0 2,0

* Dependente do estádio de desenvolvimento da planta infestante – utilizar menores doses para a fase inicial de desenvolvimento e as maiores doses para a fase adulta ou perenizada.

** As dosagens em porcentagem referem-se a aplicações para pulverizadores costais manuais com vazão aproximada de 300-400 L/ha com bico de 110.01 (os valores foram aproximados para facilitar o preparo da calda). Qualquer dúvida, utilizar os valores em Litros/hectare.

Eliminação da soqueira de cana-de-açúcar

A dosagem indicada varia de acordo com o cultivar e está em função dos equipamentos empregados:

Nome comum Nome científico Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)

Cana-de-açúcar

Cultivar; IAC, NA, CB, SP, CO/SP

Saccharum spp. 01 3,0-5,0

A aplicação deve ser feita quando a média das folhas estiver entre 0,6 m a 1,2 m de altura medida a partir do chão, ou quando a última lígula visível estiver a 40 cm do solo. É fundamental que a aplicação seja feita antes da formação de colmos na soqueira.

Maturador da cana-de-açúcar

Nome comum Doses (L/ha) Nº de aplicações Volume de calda (L/ha)
Maturador de cana-de-açúcar 0,6 01 (uma) aplicação aérea 30-40
Download
Bula
Download
Ficha de Emergência
Download
FISPQ
Alta Brasil +55 (41) 3071-9100
contato@alta-brasil.com
Av. Sete de Setembro, 4923, 19º Andar,
Batel - Curitiba / PR - CEP 80240-000


HOME | EMPRESA | PRODUTOS | CONTATO
Copyright - 2014 PROJETA, ALL RIGHTS RESERVED